INFORMAÇÃO 26-Nov

Exmos. Senhores Familiares,

Parece que voltámos atrás no tempo!

Sempre pensámos que a comunicação convosco sobre este assunto e por esta via não fosse jamais necessária. No entanto, e tendo em conta os acontecimentos da presente semana, e para que continuemos todos a ter o mesmo nível de comunicação sobre o ponto de situação da Instituição, nesta vertente, serve o presente para informar que tivemos a necessidade de testar, no Lar de Idosos, a maioria dos profissionais e um grupo de utentes, que esteve mais exposto ao contacto com uma profissional, que testou positivo à COVID-19.

Acabámos de saber os resultados, que foram negativos, tendo apenas um profissional, que não tem contacto direto com os utentes, porque trabalha no exterior das ERPI’s, obtido um resultado inconclusivo, estando este a ser acompanhado pela Delegação de Saúde Pública.
Felizmente, e reforçando a importância da manutenção de equipas de trabalho dedicadas a grupos de utentes, a trabalhar em espelho, por ciclos, e com a utilização dos equipamentos de proteção individual, minimizámos o impacto de um possível contágio, que não seria de estranhar, atendendo à tendência pandémica que assola a comunidade local e o país.

Assim, e por esta semana, pensamos poder, ao final da mesma, respirar tranquilidade, ainda que aparente, pois, como todos já percebemos, ter o plano de vacinação completo e cumprir com as medidas de segurança, não significa que possamos estar livres de contrair o vírus.

Estamos no Inverno, que, para a população mais idosa, aquela que acolhemos e cuidamos, mesmo sem COVID-19, já se traduzia numa época crítica, pelo que a situação exige que continuemos a manter suspensas as saídas ao exterior e a reforçar as exigências que foram dadas a conhecer, pelo Governo, no dia de ontem, 25 de novembro, designadamente: a partir de 1 de dezembro, para fazer visitas a estruturas residenciais para idosos (lares) será preciso apresentar teste negativo (PCR ou antigénio), mesmo que os visitantes estejam vacinados e tenham certificado digital. Além disso, o uso de máscara ou viseira, independentemente do seu estado vacinal, mantém-se obrigatório.

Continuamos atentos à situação de todos e de cada um, fazendo tudo o que está ao nosso alcance para evitar possíveis contágios, no entanto, no caso de algum de vós entender que possui melhores condições de segurança, estaremos, como sempre, do vosso lado, para, juntamente convosco, articular na melhor solução. 

Esperemos que as vacinas façam o seu trabalho e que esta fase seja menos severa que outras que já vivenciámos, ainda que, para começo de nova onda, já nos tenha deixado em sobressalto. 

Recomendamos que, cada um, possa ser responsável nas suas ações. Por todos! Caso contrário, não nos vamos ver livres desta situação tão cedo!

Pernes, 26 de novembro de 2021

Redes Sociais

Contactos

Serviços Administrativos

Largo Maria Caetano - Casa Social
Telefone: 243 446 070     |    Fax: 243 4460 79

scmp@scmpernes.pt

Outros Contactos