INFORMAÇÃO 10-Set

Exmos. Senhores Familiares,

Estamos a (re)viver, nestes dias, pelo aumento significativo de novos casos positivos ao COVID-19, os meses de março e abril do presente ano, em que o número de contaminados era equiparado ao atual.

Estamos atentos ao desenrolar da situação, no concelho e no país, e, nessa linha, encontra-se esta Misericórdia a tudo fazer para impossibilitar a entrada de um vírus, que é invisível, imprevisível e dos mais contagiosos.

Muito embora possamos continuar a serenar-vos, uma vez que, tendo em conta os cuidados de monitorização diária aos n/ utentes e profissionais, continuamos SEM TER RAZÕES INTERNAS para alarme, não existindo sintomas que possam sugerir infeção por COVID-19, estamos conscientes de que, apesar de, ao longo desta pandemia, termos sempre adotado uma política de trabalho baseada em medidas preventivas, para assegurar o bem-estar dos utentes e profissionais que connosco estão, poderemos ser objeto de contaminação, dadas as várias circunstâncias a que o
contexto atual nos está a expor.

Deixamos, para vossa reflexão, apenas dois aspetos desse contexto, que se acumulam às preocupações que já tínhamos:
- Regresso às aulas no regime presencial, que impacta connosco na medida em que vários são os profissionais com filhos em idade escolar;
- Mudança de estação, que traz consigo constipações, gripes e, consequentemente, em alguns casos, mais graves, a necessidade de recorrer a contextos hospitalares e à realização de exames complementares de diagnóstico, no exterior da Instituição, expondo os utentes a possível contágio.

Assim, e apesar de nos continuarmos a adaptar, diariamente, a prever necessidades para os tempos que se aproximam, ao nível dos stocks, e a colaborar, ativamente, com várias entidades nas estratégias de combate à pandemia, como sendo bolsa de recursos humanos, entendemos que devemos reforçar, junto de vós, o que temos vindo a referir, designadamente que se reunirem condições que possam oferecer maior segurança aos v/ familiares, devem ponderar a situação. Não queremos, com isto dizer, que desejamos que os n/ utentes se vão embora, apenas
não queremos ficar com o ônus de uma responsabilidade, que, de todo, não é só nossa. 

Recordamos que, no caso de surgir alguma situação que requeira atenção especial, serão informados através de contacto telefónico personalizado.

Relembramos, ainda, que a Instituição dispõe de um Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS) que se encontra alerta e em prontidão para dar resposta aos cidadãos que precisem de apoio, pelo que em caso de necessidade, devem ligar: SAAS – 243 448 119.

O apelo que deixamos é que colaborem connosco, pois só assim é possível suportar, com serenidade, a dura realidade que a pandemia nos trouxe.

Pernes, 10 de setembro de 2020

Redes Sociais

Contactos

Serviços Administrativos

Largo Maria Caetano - Casa Social
Telefone: 243 446 070     |    Fax: 243 4460 79

scmp@scmpernes.pt

Outros Contactos